Mesquita na Nova Zelândia já produziu terroristas

Daryl Jones e Christopher Havard

A mesquita de Al Noor em Christchurch, alvo de Brenton Tarrant nesta sexta dia 15, produziu pelo menos dois terroristas : a Al Qaeda recrutou Daryl Jones, morto por um drone, e Christopher Havard. Os pais desses meninos dizem que seus filhos foram radicalizados por pregadores extremistas em Al Noor.

Notícia sobre Daryl Jones, um australiano radicalizado na Nova Zelândia : https://www.abc.net.au/news/2014-06-04/preacher-denies-australian-killed-in-yemen-was-radicalised-in-nz/5500604

Tanto Jones quanto Cristopher se conheceram na mesquita que sofreu o atentado na Nova Zelândia.

Os dois estavam no Iêmen com os caras que treinaram os assassinos do Charlie Hebdo. Uma história de 2014 no Stuff.co.nz (agora apagada da internet) cita um participante da mesquita que diz: “Um orador visitante da Indonésia falou sobre a jihad violenta e muito compartilhou seus pontos de vista”.

Duas perguntas: Quantas reportagens você leu sobre esses detalhes? Por fim, como você se sente ao saber que a mídia não apenas ignorou esses fatos, mas também excluiu histórias para ocultá-los nas últimas 24 horas?

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

Top