Você está Aqui:
Home > Notícias do Mundo > Vacinas > Centenas de Israelenses Pegaram C0VID Depois de Vacinados

Centenas de Israelenses Pegaram C0VID Depois de Vacinados

 

Com a vacina não fornecendo imunidade imediata ao coronavírus, mais de duzentos cidadãos israelenses foram diagnosticados com a doença dias depois de receber as vacinas da Pfizer / BioNTech, informou a mídia local.

A vacina Pfizer / BioNTech, da qual as autoridades de saúde israelenses confiam, não contém o coronavírus e não pode infectar o receptor. Mas é necessário tempo para que o código genético da droga treine o sistema imunológico para reconhecer e atacar a doença. O curso da vacina fabricada nos Estados Unidos requer duas injeções.

De acordo com os estudos, a imunidade ao Covid-19 aumenta apenas oito a dez dias após a primeira injeção e, eventualmente, chega a 50 por cento. A segunda dose é administrada 21 dias após a primeira, enquanto a imunidade declarada de 95 por cento é alcançada apenas uma semana depois disso. E, claro, ainda há cinco por cento de chance de ser infectado, mesmo se a vacina estiver em seu potencial máximo.

Desde o início das vacinações em 20 de dezembro, pelo menos quatro pessoas em Israel morreram logo após receber a vacina, informou a emissora pública Kan.

Quer dizer que depois de vacinado, você ainda tem que esperar dez dias para ficar, em tese, 50% imune? E se quiser mais imunidade, terá que tomar uma segunda dose 21 dias depois da primeira? E no fim, ainda corre um risco de 5% de ser infectado? Legal. Mas vem cá, e por quanto tempo dura a imunização da segunda dose? 3 meses? E depois? Deverá ser tomada uma terceira dose no final do ano?

Aliás, com a mutação do vírus, a vacina teria uma eficácia ainda menor! E de sobra ainda existem os efeitos colaterais e a manipulação da tua maquinaria genética com a introdução de RNAm…

Hum…que coisa.

Fonte:
Clique Aqui

Avatar
Douglas Aleodin
Inscreva-se no meu canal YouTube :
http://www.youtube.com/inteligentista

Deixe uma resposta

Top