Você está Aqui:
Home > Notícias do Mundo > 2000 Cristãos Fogem Após Ataque do Estado Islâmico em Burkina Faso

2000 Cristãos Fogem Após Ataque do Estado Islâmico em Burkina Faso

Aldeões ristianos em Burkina Faso foram ameaçados pelos extremistas do EI por se recusarem a se converter ao Islã.

Segundo a instituição de caridade católica Aid to Church in Need (ACN), 2.000 moradores de Hitté e Rounga, na província de Loroum, em Burkina Faso, fugiram de suas casas depois de violentos ataques de extremistas islâmicos no início deste mês.

Falando sobre o ataque a Hitté, a fonte da ACN disse: “No início de setembro, 16 homens chegaram à vila, interceptando os moradores que estavam voltando dos campos. Alguns homens forçaram as pessoas a entrar na igreja onde ameaçavam os cristãos e ordenaram que deixassem suas casas nos próximos três dias, enquanto outros atearam fogo onde quer que os encontrassem em seu caminho. Agora Hitté está vazio de qualquer cristão e catecúmenos “.

Segundo informações, 7.000 pessoas procuraram abrigo na capital das províncias, Titao.

A cidade vizinha de Toulfé foi a primeira cidade da região a ser alvo de alvos quando jihadistas assassinaram cinco pessoas em maio, antes de passar para a cidade de Babo.

A Igreja Católica está organizando apoio social e pastoral, incluindo assistência médica para doentes e idosos – bem como aconselhamento para aqueles que sofrem traumas.

“A situação está se mostrando muito difícil de lidar, mas gerou um espírito de solidariedade entre o restante da população de Titao, incluindo os muçulmanos locais, que não compartilham o extremismo radical dos terroristas e estão ajudando a igreja local. fornecer comida e água para aliviar as necessidades básicas dos refugiados “, disse a fonte da ACN.

A fonte criticou as autoridades do governo por sua falta de resposta aos relatos de ataques às aldeias – acrescentando que a polícia não estava disposta a ajudar a recuperar os corpos dos cristãos mortos, citando preocupações de segurança.

A violência contra os cristãos aumentou dramaticamente em Burkina Faso este ano. Nos últimos 12 meses, o aumento da violência em Mali e Níger, além de Burkina Faso, levou a um aumento de cinco vezes no deslocamento da população local.

A ACN está incentivando a igreja a orar pela paz para retornar à região.

Mais informações em : https://www.premier.org.uk/News/World/2-000-Christians-flee-village-following-IS-attack-in-Burkina-Faso?fbclid=IwAR15KveTN9bQsMwr6ZCC2-1mxs6lI6LoQTFtuW17EjNfsjfj7RhZh1yOgYA

Avatar
Douglas Aleodin
Inscreva-se no meu canal YouTube :
http://www.youtube.com/inteligentista

Deixe uma resposta

Top